sexta-feira, janeiro 12, 2007

Nestas eleições...

... eu votaria na Lista S! É um conselho e um pedido. Para bem da AAFDL e da FDL, votem LISTA S! Finalmente um projecto ambicioso que vai fazer a Academia ir para a frente.
Vota S!

13 comentários:

Gonçalo Pereira disse...

Ao que tu chegaste pah...

DJ disse...

Há pior Gonçalo... muito pior... e até à tua volta...

Sofia Paixão disse...

Pedido de esclarecimento: mas não houve um post qualquer mais antigo em que defendias o apoio à lista A? SE sim o que é que mudou? SE não, desculpa lá confundi-me.

Sempre Contigo! disse...

Eu tb voto Lista S.

Porquê?

Já tenho um tacho há minha espera, prometido pelo Couto!

Sempre Contigo! disse...

"Passando tudo isto, creio que o Couto tem tanto direito e mérito em se querer candidatar a Presidente da AAFDL. Sempre apoiei o Couto enquanto profissional e pessoa. Considero-me seu amigo, sempre me dei bem com ele, trabalhei com ele de perto, vi tudo o que ele fez, sei do que é capaz, etc. Acho-o mesmo muito competente e muito capaz de levar qualquer projecto a que se proponha, em frente. No entanto, a Lista que ele fundou (a Lista S) tem alguns handycaps. Um deles são as pessoas que o rodeiam. É pena que a Direcção não tenha 15 Coutos. Já lhe disse isto. Se assim fosse, teríamos AAFDL para dar e vender! Acontece que este cenário não é possível e assim sendo tenho que me bastar com as condições existentes. Assim sendo, não nego que exista muita vontade de trabalhar na Lista S. Pelo contrário. Acho é que não existem pessoas suficientemente capazes de levar os destinos da AAFDL a bom porto. Acredito no Couto. Tirando ele, não posso dizer que exista alguém com experiência. Falta-lhe gente com experiência e sangue novo é o que tem a mais. Deve haver uma sucessão natural das coisas, no sentido de uns irem ganhando experiência para que no ano seguinte sejam opção válida e depois dêem o seu lugar a outros, etc. Isso não acontece com a Lista S. Acredito que existam planos e projectos, mas não acredito que possa haver alguém capaz de acompanhar o Couto nessa missão e, assim sendo, é um dever meu não apoiar um projecto no qual apenas acredito numa pequena parcela do mesmo."

autor: DJ, Barvelho , Outubro 2006

Sempre Contigo! disse...

e ainda:



"Temos a Lista A. Disponibilizei-me para ouvir o Stoffel, no sentido de saber quais seriam os seus planos para a AAFDL. O projecto agradou-me. Alguns dos nomes avançados por ele, idém. Creio que tem muita gente com imenso potencial. Parece-me um projecto bastante equilibrado. Por algum tempo julguei estar perante um tipo que teria pulso na Lista, saberia não ceder a pressões, e iria ter uma lista correcta e competente, com tudo para triunfar. Estava decidido e tinha-me dado como certo para apoiar a Lista A..."

DJ disse...

Sofia,

apoiei, em tempos, a Lista A. Desmarquei-me dos mesmos, quando me apercebi que ALGUMAS (não todas, claro) pessoas, tiveram atitudes incorrectas para comigo e lesaram gravemente a minha imagem. Desmarquei-me ainda, quando soube que a Lista A cedeu à birra do aluno André Pardal, que queria cargos à força, senão não se importava que a Lista A perdesse as eleições, que ele se lançaria, qual suicida, sozinho rumo às eleições.
A Lista A cedeu nos princípios que eu pensei que eles tinham, com um único propósito: não o de servir a FDL e os seus alunos, mas o de não querer perder as eleições. Na verdade, tudo o que importava era ganhar as eleições e para isso cederam ao ponto de aceitarem ter o André Pardal nas suas listas. Ora, não posso permitir que um tipo sem qualquer mérito e que sobe na vida à custa do que os outros fazem e das cunhas, seja beneficiado apenas porque acha que vale uns 50 votos quando na verdade vale apenas o dele. E mais, aceitam dar um cargo a um tipo apenas pelos votos que vale e não pelo mérito que tem, preferindo dar o cargo a alguém incapaz de assumir um cargo de responsabilidade, só para não perderem as eleições.
Este acumular de situações, deixou-me desiludido com a Lista A, e passei a apoiar a Lista S, que é uma lista com pessoas menos experientes na sua maioria, mas que tem gente com vontade de trabalhar e de fazer um bom trabalho.
Há uns tempos, fiz um post onde me desmarquei do apoio a qualquer uma das duas listas, apresentando pontos contra e pontos a favor das duas.
No entanto, todos somos adultos, todos somos responsáveis e todos temos que fazer as nossas escolhas. Não há cinzento. Ou é preto, ou é branco. Isso de querer agradar a todos é treta! A nossa vida é feita de opções e se não as fizermos, isso só demonstra o quão fracos somos. Questionando-se o mérito da nossa escolha, ou não, ou a qualidade da mesma, é preferível uma escolha que desagrade a muita gente, do que não a fazer. E nisso, eu tenho coragem: quando TODOS os meus amigos apoiam a Lista A, pelos motivos que eles têm, eu decidi apoiar a Lista S. Fiz a minha escolha. Não têm que avaliar se ela é boa ou má. Cada um faz a sua. Isso não me diminui como pessoa, da mesma forma que a que eles fizeram também não os diminui.
Acho a Lista S capaz, muito capaz, e torço vivamente para que ganhem as eleições. Podem queixar-se da falta de experiência de muitos membros, mas... se não ganharem nunca vão ter experiência mesmo. Será que não merecem uma oportunidade por isso? Nunca contestei nenhuma das últimas 3 Direcções da AAFDL, pelo contrário. Até fiz parte delas e as apoiei sempre quando não fiz. No entanto, neste momento, as pessoas mudam, passam, e temos que escolher novos elementos para substituir os que ali se encontram. E eu pretendo dar oportunidade a um tipo que trabalha imenso, e que é bastante dedicado, como é o André Couto, e dar experiência a pessoas que não tiveram tantas oportunidades no dirigismo associativo, e que podem ganhar experiência agora e dar uma imagem diferente. Refira-se que não é melhor, ou pior, é diferente!
Gostava que as pessoas aceitassem o meu sentido de voto, como fazendo parte das minhas escolhas, da mesma forma que aceito o delas. Sim, inicialmente apoiei a Lista A, tendo manifestado o meu agrado por algumas pessoas que compunham a Direcção do Stoffel e até pelo próprio Stoffel, mas... pelos motivos supra indicados, é-me completamente impossível apoiar esta Lista, acreditando eu, muito mais, no projecto e em algumas pessoas da Lista S. Não há listas perfeitas, nem pessoas perfeitas. Mas podemos ainda escolher aquele que achamos melhores para integrar os projectos.
Esta é a minha escolha e apelo. Façam a vossa.

Príamo disse...

Pérolas escritas por Pedro Silveira, esse grande intelectual:

- "mantive sempre uma postura de neutralidade e votei em branco. Primeiro porque fazia parte (e sentia-me parte integrante) da AAFDL e do Gabinete de Política Educativa. Segundo, porque me eram alheias e estranhas todas as movimentações em redor de uma simples reunião de lista."

Sim, de facto é muito distraido e não está por dentro das tricas. Um jovem inocente.

" -No entanto, e isso devo admiti-lo, sabia e sentia que a lista R estava ruir por dentro, ou melhor estava já podre. Porquê? Por centenas de motivos mas dos quais relevo: os elementos da Direcção eram a maioria membros das últimas duas direcções, rodando por Departamentos indiferenciadamente; cultura máxima do amiguismo e de feudos de poder."

Brilhante. Primeiro diz que não sabia o que se estava a apssar, para imediatamente a seguir que afinalo sabia de tudo. Simplesmente genial!

- "Se há pessoas em concreto culpadas nestes acontecimentos? Com certeza. Sabermo-nos afastar do poder é uma virtude e mesmo um dever..."
- "Com certeza se todos os membros daquela Direcção fossem tão conscienciosos, não fariam da AAFDL profissão e a lista R poderia seguir um caminho, com caras e ideias novas, rumo a outros tantos anos de bons mandatos."

" mas insuficiente numa direcção com uma dezena de elementos com 6 ou 7 anos de Faculdade!); "

Mais uma vez elucidativo. Então não é que este génio critica o proprio presidente da sua lista, conhecido por estar ha 6 ou 7 anos na faculdade, estar ha uns 3 ou 4 no 4º ano, e ter como única ambição da sua vidinha ser presidente da aafdl?


- "A lista R a que aderi no meu segundo ano (sim, não entrei às cegas no 1º ano para nenhuma lista...) "

Mais uma brilhante critica ao seu camarada e companheiro de lista, JOão GOmes.
Mas afinal ele acredita sssim tanto no projecto em que está enfiado ou a ambição por um cargo que lhe foi destinado falou mais alto? Não consigo compreender tanta incongruência junta...

P.S. escrevi um comentário no blog onde estas alarvidades foram escritas, a criticar esse post, mas até à data ainda não aceite o mesmo. para quem se afirma socialista e democrata, lamento este tipo de atitudes.

Príamo disse...

Em boa hora vim para este blog denunciar que não tinha sido aceite o meu comentário no referido blog. serviu para o mesmo ter sido aceite após a divulgação da minah denúncia!

Sofia Paixão disse...

Dj, fiquei esclarecida, se bem que não estava à espera de tamanha fundamentação. Agradeço. Independentemente da minha intenção de voto, defendo também que se vote em consciência e de acordo com os próprios princípios. A confiança na capacidade de trabalho e na iniciativa devem ser a base de cada intenção de voto, seja ela qual fôr. Não há escolha certa ou errada. A avaliação é feita à posteriori e para isso estamos cá todos no fim do mandato. A lógica eleitoral é essa, poder apreciar o aproveitamento das oportunidades que foram proporcionadas por nós eleitores. Eu já escolhi a lista em que confio e com que me identifico mais, não descurando obviamente o potencial da outra. Por isso concordo inteiramente com o que escreveste na medida em as escolhas são individuais e têm de ser respeitadas e só espero que cada um faça a sua da mesma forma e não por caminhos paralelos. Há que manter a seriedade.

Bonxu disse...

é só atrasados... oh dj já deixavas a fdl em paz...

Gioconda disse...

Às vezes nem acredido naquilo que vejo, quanto mais naquilo que leio... Só pode ser uma miragem...
Eu nao alinho neste tipo de politicas.LOL

Pedro Sá disse...

Que tristeza Ale, devias fazer como eu, que desde que acabei o curso SÓ apoio os MARRETAS !!!!