terça-feira, janeiro 31, 2006

É sempre bom avisar...


"Perigo" no Parque das Nações!

ai o meu canário...

Está uma gaja apartada do mundo por uns dias e esta merda vira pandemónio... mas vocês querem fazer-me crer que o melhor a fazer com este frio é teclar ??? E há ponta de dedo que aguente com o gelo que se instalou por estas bandas ??Porque se há ponta de dedo, por essas ordem de ideias também deve haver da outra ponta ! E meninos! Garanto-vos q aquecem mais assim ... ide fornicar, ide, aquecei-vos e largai o demo do pc...

P.s: para os filhos da mãe q se perguntam inteligentemente pq raio n estou eu a praticar os meus próprios conselhos em vez de estar para aqui a escrever, é simples : ... bah, que se lixem, também não iam perceber de qualquer das formas :p

Para o meu Amigo Alex

Alex:
Já nos conhecemos desde o 1º dia em que entramos na FDL, e desde então criamos um amizade, que ao longo de tempo se tem fortalecido a todos os níveis. És para mim um grande amigo, que sempre que foi preciso ajuda nos momentos difíceis nestes 4 anos e meio, nunca faltaste nem nunca recusaste auxílio. Tens um grande coração e bons sentimentos e sabes dar valor à verdadeira natureza da amizade.

Tens alguns defeitos, como já afirmei num post há uns tempos: és muito impulsivo e não consegues perdoar quem te ataca e quem te tenta ferir, retaliando sempre que és atingido. E também acho que ás vezes te exprimes mal, relativamente ao que pensas e sentes, como foi o caso notório do post acerca do Slash. E isso é usado contra quem te quer mal, já sabes como é...

Tem sido para mim difícil, e julgo que posso falar em nome de outros teus amigos, assistir aos ataques de que foste alvo nos últimos tempos, seja por tertulianos, seja por marretas, seja por membros da lista R ou mesmo da AAFDL. E esses ataques, julgo eu, só aconteceram devido a uma característica tua: a ambição. És uma pessoa ambiciosa, que tentar subir na vida a pulso, e tens mais do qualidades suficientes para teres sucesso no futuro. Não é obra do acaso teres quase média de 15, sendo a tua única leitura passar os olhos pelas legislações, e pouco mais que isso... Muitos, tal como eu, para tirarem boas notas têm que ler bastante, enquanto tu tens aquele feeling de jurista, que te faz ter grande sucesso no curso.

No entanto, venho neste post dar-te um conselho sincero, de amigo para amigo: esquece quem te tem atacado, despreza quem te ofende, porque é isso mesmo que essas pessoas querem, querem que tu lhes dês importância já que eles pouca ou nenhuma têm. Eu sei que dee ser complicado resistir á tentação de responder a quem nos ofende, na maioria das vidas de forma injusta. Mas na vida por vezes temos de dar a "outra face" e seguir o nosso caminho sem ligar a provocações de seres menos inteligentes. Tens um grande futuro à frente e custa-me e também aos outros teus amigos, ver-te nesta situação triste, em que estás a ser bombardeado por todos os lados. Segue o exemplo do "Pai" Cavaco Silva: foi atacado por todos os lados, não respondeu, e com isso saiu vitorioso e admirado por toda a gente!

Um grande abraço de amizade e desejos de toda a sorte e felicidade do mundo!

Diogo



P.S. Com este post, termino todas as considerações acerca das polémicas que têm havido acerca de picardias neste blog. E desde já ficam avisados, quem quiser comentar este post, que tudo o que não sejam críticas construtivas, mas sim ofensas gratuitas, serão censuradas. Para mim já chega de comentários atrasados mentais neste blog.

segunda-feira, janeiro 30, 2006

Ele bem tenta...

O Primeiro-Ministro português pensa que, lá por ter sido visto várias vezes na companhia de duas canadianas, nos consegue enganar a respeito da sua homosexualidade!

Que macho!


Silvio Berlusconi

"Depois de ter provocado em Junho um incidente diplomático com a Finlândia ao dizer que usara estratégias «de playboy» para convencer a presidente do país a desistir de tentar criar a agência de alimentos da UE em Helsínquia, a favor de Parma, Silvio Berlusconi vem agora prometer ao líder religioso da televisão, Massimiliano Pusceddu, abstinência sexual total, até 9 de Abril, dia das eleições italianas."

Blocos de morte



Estava eu a meditar sobre o facto do Hamas ter ganho as eleições palestinianas e não é que estupidamente o comparo com a possibilidade do Bloco ganhar as eleições em Portugal?
Depois apercebo-me da enorme diferença: afinal quem é que consegue imaginar Francisco Louçã, possuidor daquele seu ar evangélico, com um cinto de explosivos a gritar por Alá?

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Março 2005

Novembro 2004

Outubro 2004

Maio 2004

Outubro de 2003

Maio de 2003

Novembro 2003

Agosto 2003

Junho 2003

domingo, janeiro 29, 2006

Maio 2003

Janeiro 2003

Eu nem acredito em Deus mas...

"Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam alegres em união." - Salmos 133:1

Enquanto todos vivermos assim uns com os outros, sem dúvida o Mundo será muito melhor, e a não ser o Mundo, pelo menos tudo à nossa volta! Não conseguimos viver sem eles, e eles não conseguem viver sem nós!

Imprensa desportiva de hoje


Let It Snow...

Saiam à rua, deixem a neve abater-se suavemente sobre o vosso corpo. Talvez percebam a insignificância de tanto do que fazemos e dizemos...



É este o retrato do tempo visto da minha casa! E da vossa?

sábado, janeiro 28, 2006

Com tudo isto só digo...

... "deixa que diga, que pense e que faça, deixe isso pra lá" - by Jair Rodrigues

A todos deixo um recado, esperneiem, roam-se e torçam-se todos, mas uma coisa é certa:
NINGUÉM PÁRA O GUERREIRO!

RIP


Era um tipo sozinho, quando o conheci no 2º ano, ano em que foi da minha turma pela 1ª vez. Durante mais de 2 anos seguidinhos, estoiravamos cerca de 10€ por dia em jogos de virtua striker a competirmos um com o outro, ou ainda a fazermos mini-campeonatos com gajos como Blegas, o Alves, o Manel, o Rafa e companhia. Sentavamo-nos lado a lado na mesma mesa, desde o 2º ano e lembro-me perfeitamente que ele estudava, sabia as coisas, e dizia-me as respostas certas às perguntas da prof, que eu não sabia responder. Eu dizia para ele falar, porque sempre lhe dava uns pontos na participação e melhorava a nota dele. Ele recusava-se, dizendo que estava errado, quando afinal estava SEMPRE certo. Recusei-me participar e ganhar uma melhoria de nota, com o mérito dele, e cheguei a ouvi-lo abrir a boca numas aulas de Teoria e de Constitucional II, depois de muito o espicaçar. Faziamos campeonatos de notas, para ver quem conseguia tirar a nota mais alta. Integrei-o no nosso grupo de sempre: Delfim, Diogo, Fernando, Fred, Barreiro e companhia... e passou a ser um dos nossos! Quem o veja, à primeira vista parece um tipo mórbido e estranho. De facto, é lunático e estranho, mas é por ser diferente que sempre o puxámos para o grupo e sempre nos demos bem com ele. Ao menos sempre era sincero e transparente naquilo que pensava e de início connosco até era meio tímido, na dele, a tentar integrar-se a pouco e pouco. Pode ter as suas pancadas, mas cada um tem as suas e não devemos censurar as dos outros. Devemos, sim, entendê-las. Durante dois anos foi nosso comparsa de saídas, de mesa de bar, de turma, de amizade, de tudo... até das noites na casa da Tatiana. Partilhou muito connosco e deu muito de si também. Ninguém tem nada a apontar dele. Tudo se estragou, por ironia do destino, no dia dos meus anos, quando fomos a um bar de strip e uma das meninas se começou a aproximar dele e a fazer massagens. Ficou branco, pálido... morreu! Não o censurámos e gozámos tanto com ele, como gozámos com o facto de outro da malta ser cliente assíduo, o outro por ter ficado com problemas na consciência relativamente à namorada só porque uma das stripers se sentou ao lado dele, mesmo não tendo feito nada. Enfim, cada um passou por uma situação diferente, mas todos fomos gozados pelos outros, e tudo na brincadeira, como amigos que somos. Ele não teve discernimento para distinguir a brincadeira. A partir daí, seguiram-se os famosos torneios de PES e começou a ficar com um mau de perder incompreensível. Eu já levei 7 do Fred... e fui humilhadamente gozado. O Fred já levou 6 de mim e aconteceu o mesmo. Foi de tal forma humilhado que já nem tinha pica para jogar mais. O alvo das minhas atenções neste post, bastava perder um jogo e ficava com mau de perder se o gozássemos. Todos nos gozamos, quer ganhemos por 1 ou por 20. É assim a nossa amizade, gozamos num jogo, mas é só um jogo para nos distrair! Depois disso tudo volta ao normal. Aliás, até nos chegavamos a gozar a nós mesmos, do género "sou mesmo urso... levar 3 deste gajo"! Todos faziamos isto uns com os outros, mas ele começou a ficar com mau de perder, a sentir-se ameaçado e ofendido e voltou a estragar mais as coisas. Não se importava de perder e de levar 7 ou 8 de cada vez. O que interessava era ficar à minha frente. Em 20 jogadores, ele podia ficar em 19º, desde que ficasse à minha frente. Nunca percebi porquê isto comigo e com o Fred, e apesar de o tentar abordar, ele nunca explicou, nem teve vontade de o fazer. Começou a afastar-se aos poucos e a dar-se com outro tipo de "gente" (?). Como conflituosos e maliciosos que são, fizeram-lhe a cabeça e não descansaram enquanto não o conseguiram por contra alguns elementos do eterno grupo de amigos, ao qual ele chegou a pertencer e era tratado como "um dos nossos". A culpa não é só deles. Ele também se deixa levar um pouco pelo que se diz e o seu afastamento do grupo também ajudou a isso. É com muita pena que o vejo vaguear na FDL como se fosse um zombie, com o seu ar de lunático, mas agora com um ar vazio... não é o mesmo que viamos antigamente! Ele até escrevia aqui no blog, e posts interessantes. Até falava no MSN, mas... começou a bloquear as pessoas. Explicações? Tal como muitas outras pessoas desse mundo académico, não as dá, e nem ele chega a saber o porquê de agir assim. Age... porque sim. Só queria saber os motivos dele! Os porquês! A memória é curta... também se esquece quando fomos à Manuela Azevedo, ou quando fomos tomar o tal café no Hotel do Estoril, entre outras 1001 coisas que temos dele.
É com muita pena que venho através deste post falar aquilo que aqui vim falar... porque ele era um dos nossos e quando quiser pode voltar a sê-lo. Ter grupos de amigos, todos podemos ter vários. Não podemos é descurar e desprezar uns, em favor de outros. Há tempo para todos... Até o vejo, caso venha a ler este post, a pensar no fim disto tudo um frio e seco "temos pena". Pois é, também eu tenho pena que te tenhas afastado dessa forma e sem sequer dizer um porquê. Continua a deixar-te influenciar por gente brejeira... quando os mesmos te deixarem num canto, vais pensar na forma como te tratavamos nós!
Despeço-me com um...

Rest
In
Peace

Slash aka Paint aka Bruno Bastos

quinta-feira, janeiro 26, 2006

Durante o Australia Open...

A russa Vaidisova confirma a eterna tese de cobra zarolha...

Para desanuviar...

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=188921&idselect=10&idCanal=10&p=94

Afinal, o hi5 e a internet ainda fazem milagres!

segunda-feira, janeiro 23, 2006

Rescaldo das eleições...

Além da Gloriosa vitória do "Pai" Aníbal Cavaco Silva, devo relevar dois dos 1001 pontos negativos do dia de ontem:

- Mário Soares tentou acertar com o boletim de voto na urna, pelo menos 4 vezes, sem sucesso... só à 5ª.

- Mário Soares depois dessa 5ª tentativa com sucesso, ia lançado para pegar nos documentos de um outro eleitor, até que a senhora que estava na urna, pôs a mão sobre os documentos da outra pessoa e teve que lhe dizer quais eram os dele!


Ou seja: como é que um indivíduo que nem tem discernimento mental, nem físico, conseguiu ter 13% dos votos e ser apoiado pelo Governo? Se é esta a aposta do Governo, então, acho que aqueles que votaram PS, devem estar em estado alarmista: porque as escolhas deste Governo não diferem muito deste candidato presidencial. E assim este país caminha...

Conclusão...

...extremamente abusiva dos resultados eleitorais, que faz o deleite da Direita:

Mários Soares, Pai da Democracia, Pai da Descolonização, Pai do PS, Pai da Pátria, Pai Natal(?);
José Sócrates que lidera um Governo de maioria há menos de um ano; o Partido Socialista; Ana Gomes e tutti quanti valem hoje 14% do eleitorado.

Não me sai da cabeça

o raio da música da Kátia Guerreiro, nem a cara de parvo do Louçã




mas esta última imagem pode ficar mais uns tempos.

domingo, janeiro 22, 2006

Ufaa... sr. Presidente!


Cavaco Silva a votar

Queria aqui deixar algumas considerações sobre os resultados eleitorais de hoje. Em primeiro lugar deixar claro, como militante do Partido Socialista, que esta foi uma derrota não do Governo, mas do Partido. E tem de ser assumida como tal para se evitarem erros como os que a permitiram!
Em segundo lugar queria elogiar o discurso de vitória de Cavaco Silva, que entre outras coisas interessantes, proferiu uma frase que muito apreciei: "A minha vitória não é a derrota de ninguém", e o discurso da derrota de Mário Soares, que mais uma vez mostrou o grande deomcrata que é e o exemplo político que transcenderá gerações.
Por último gostaria de relembrar todas as pessoas (talvez inclusive alguns membros deste blog) que vaticinaram a vitória de Cavaco Silva ainda antes de ele se declarar candidato, todos os que o coroaram há meses, como se de uma inevitabilidade se tratasse a sua eleição. Parece que daqui tirarão uma lição. Pelo menos deveriam... é que seis décimas é bem desproporcional à forma como demostraram esse "optimismo"!

Próxima edição do conjunto de folhas A4 a que vulgarmente chamam "O Berro"

sábado, janeiro 21, 2006

O Quadrado - I.2

"E executarei sobre eles grandes vinganças, com furiosos castigos, e saberão que eu sou o SENHOR, quando eu tiver exercido a minha vingança sobre eles."

Ezequiel 25:17

A Vida na FDL


Vida de JURISTA na Faculdade de Direito de Lisboa é qualquer coisa como esta foto: cafezinho, cigarros, e Código Civil. Sobretudo o último nunca pode faltar. Eu não fumo, nem bebo café mas o Código Civil é como se fosse uma parte de mim que não me posso esquecer. Porém os restantes elementos presentes na foto são uma constante na vida daqueles que vagueiam pela FDL.
Beijos e abraços
Divirtam-se

quinta-feira, janeiro 19, 2006

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Os MAIORES de SEMPRE de PORTUGAL

D. AFONSO HENRIQUES

D. JOÃO I


INFANTE D. HENRIQUE

D. JOÃO II


D.MANUEL I


MARQUÊS DE POMBAL


FONTES PEREIRA DE MELO




ANÍBAL CAVACO SILVA

Eu voto PORTUGAL MAIOR!

Sexo fraco, forte ou... preguiçoso?

"As feministas fracassaram. É verdade que temos alguma igualdade salarial e profissional... Mas as mulheres podem fazer tudo e, no entanto, a única coisa que querem é encontrar um par!"
by Doris Lessing, escritora

Dava eu uma vista de olhos na revista Visão da semana anterior, e vi esta frase, que não deixa de ser verdadeira. Concordo com ela em tudo! Então as mulheres demoram tanto tempo a encontrar-se, a lutar pela igualdade social (com a qual eu concordo) e agora que têm todos os obstáculos derrubados e tudo a seus pés, decidem... ficar quietas? É típico das mulheres o capricho! Gostam de criar objectivos, e depois de os atingirem, gostam de os deitar fora. Acontece normalmente quando se fala em homens. Estão numa discoteca ou no local de trabalham e fisgam um! Depois, segue-se o típico joguete feminino de charme (pelo menos eu já não caio nesse truque... digo eu), em que se fazem interessadas, etc etc e quando conseguem conquistar o gajo... "olha, desculpa mas já não me atrais!". São caprichosas e gostam de desafios. Acontece que este tipo de desafios não é saudável. O desafio da descoberta e da luta que qualquer ser humano dá, pode até acontecer com amigos ou desconhecidos. Mas isto que elas procuram é só ver um tipo de beiço caído. A maior parte delas não quer mais nada!
Ora, isto também acontece na vida social! Temos mulheres cheias de potencial por aí, que se cingem a uma secretária, ou a domésticas (não é Dr. Rocha Alves? Deixar uma mulher licenciada em casa a cuidar dos filhos, e não a deixar progredir profissionalmente é muito baixo nível). Tanto é que já há muitas profissões que estão previamente dirigidas para as mulheres, quando os homens também as podem desempenhar da mesma forma, e o mesmo acontece ao contrário! Cada vez vamos encontrando mais licenciadas, mas nem por isso encontramos mais patroas, mais aventureiras, mais destemidas, mais corajosas, mais guerreiras! Pelo contrário, encontramos normalmente mulheres cheias de potencial, com um homem em cima delas. Sou sincero, não há nada que me encoraje mais a trabalhar, do que ter uma mulher a comandar-me! Não é preciso haver atracção física ou alguma outra coisa. Basta sim, ver que tenho ali alguém do sexo oposto, do que um velho gordo e careca com a mania que é campeão!
Isto reflecte-se também na política. Porque raio é que o Primeiro-Ministro é sempre um homem? Porque é que a primeira dama é sempre uma mulher? Ok... sabemos que no caso do Sócrates é diferente... o Diogo Infante que o diga! Porque é que os governos são sempre compostos por 90% de homens e depois damos uma quotazinha para as mulheres, só para não se abusar nas vagas que dão aos homens? Porque é que nos corpos directivos encontramos sempre 20 homens e 2 mulheres (quando as encontramos)? Porque é que as mulheres são sempre as sub-alternas? Acreditem: nada dá mais prazer, a não ser para os mentecaptos, do que termos uma mulher que mande em nós! Desperta em nós, homens, um certo espicaçar para conseguirmos mostrar àquela mulher que conseguimos fazer mais e melhor que ela. É natural no homem esse desafio. Queremos ser sempre melhores que as mulheres. E torna-se um desafio para todos aqueles que estão abaixo delas. Um gajo em pleno século XXI tem que ser inteligente: já lá vai o tempo em que a mulher era a que estava abaixo de nós e nós sentiamos uma humilhação brutal só de ter uma mulher a comandar o que quer que fosse! Agora há que aproveitar a oportunidade e vermos nisso um desafio às nossas capacidades! Só assim exploramos o melhor de nós!
Quanto às mulheres: tanto tempo demoraram a conquistar a independência e igualdade e agora que têm tudo à vossa disposição, deixam a oportunidade passar? Deixem que há muitos homens por aí a quererem aproveitar-se dessas chances todas! Onde está a vossa coragem e determinação? Onde está a vossa capacidade? A vossa competência? Aqui não está em causa o serem sexo forte ou fraco mas... são um sexo preguiçoso! Agora que conseguiram o que queriam, falta-vos dar o último passo, mas dá muito trabalho manter esse estatuto de igualdade! Como o poderiam obter? Invadindo a vida social e política, entre outras, e conquistando os lugares aos homens com mérito! Aprenderem a ser matreiras! Aquela manha que usam no engate e nos caprichos típicos com os homens, usem-nos na sociedade e nos negócios. Aprendam a jogar com outros argumentos que não uma mini-saia ou um peito tamanho 50 com um decote até aos pés! Aprendam a usar a matreirice e a manha que consigam devastar tudo e todos por onde passe. O problema das mulheres, às vezes, é que, agora que têm a igualdade, sabem que há coisas que não se conquistam por pena (coitadinhas, são inferiores... vamos dar-lhes oportunidades), nem com um bom rabo ou um bom par delas... mas, conquistam-se, sim, com mérito, trabalho e muita luta! E nisso as mulheres são preguiçosas... conquistaram a igualdade através dos argumentos (?) que acabei de indicar, e falta-lhes a coragem e astúcia de conseguirem o resto! Por alguma razão os homens ainda ocupam a posição dominante que ocupam e as mulheres não! As mulheres dividem-se e os homens unem-se! As mulheres deixam-se levar por inveja, e os homens são matreiros! Aprendam... que nós não duramos sempre. Cada vez há mais mulheres do que homens... e não conseguem aproveitar essa superioridade. Já não é o sistema que está viciado! São vocês que não sabem pegar nas rédeas. Faz lembrar aqueles jogos em que às vezes vemos equipas com 8 jogadores ganharem jogos a uma equipa com os 11 em campo. Os 11 juntos não sabem utilizar a estratégia suficientemente inteligente para bater os 8. São mais, mas... falta ali qualquer coisa! É o que falta nas mulheres! Mas, quando aprenderem a aproveitar essa superioridade, não viciem o sistema! Lembrem-se que aquilo que reprimiram durante séculos, que era o sistema dos homens, agora corre o risco de ser o sistema das mulheres, e tratarem os homens abaixo de cão! Lembrem-se de todos os argumentos de igualdade que utilizaram quando procuravam a igualdade... e lembrem-se de não viciar nunca o sistema! Aprendam... e emancipem-se de vez!

terça-feira, janeiro 17, 2006

Brevemente...

...não percam: O Quadrado II - Jihad FDLiana! Na próxima semana... no Bar Velho.

segunda-feira, janeiro 16, 2006

pá, porque a vida é assim mesmo...

Depois de muito ponderar (3 segundos +/-) resolvi colocar uma questão que é relativa ao post anterior e que pela sua pertinência não deve ser colocada em comment.
Então cá vai : digam-me lá, meus machalhões portentosos quais magníficos puro-sangue lusitanos (sim, Saramago, tu também podes entrar na categoria que eu deixo, tá mal seres sempre o gay da coisa),bom dizia eu, digam-me lá meus meninos qual seria a vossa reacção se depois de feita a célebre pergunta à vossa maria (macho que é macho tem a sua maria) ela singelamente vos respondesse, naquela da sinceridade "Bom em termos de qualidade não vou comparar porque assim como não há duas células iguais, também não há fodas iguais. Em relação à quantidade também não te vou mentir, fodeu-se à grande que isto a vida são só dois dias e o carnaval são três.Mas o que é facto é que ao contrário das vezes anteriores, desta vez estou completamente apaixonada pela pessoa com quem fodo, que és tu, e isso faz toda a diferença"
Digam-me lá meus meninos, colocando-se vcs no lugar de alguém que ouve uma resposta destas, qual seria a vossa reacção...
Ah, e apesar do que possam pensar, não é nenhuma tentativa de moralismo-vejam-bem-como-às-vezes-é-melhor-uma-mentira-caridosa, porque não é. Trata-se de genuína curiosidade.


Ass: alguém que está farta que venham com a maldita pergunta e que esperem que arranje uma resposta que não seja a mentirinha de "resposta de merda que as put*s das mulheres nos dão", e que ao mesmo tempo não lhe fira o estupor do ego, coisa que a verdade obviamente faria....

Eis a imagem do GRANDE futuro de Portugal

sábado, janeiro 14, 2006

MusiC Box


Aconselho vivamente este endereço (link na imagem)

terça-feira, janeiro 10, 2006

O Hoje e o Futuro!


Hoje riem-se eles...

A partir de dia 22, Portugal vai voltar a rir e a rejubilar!

sábado, janeiro 07, 2006

sexta-feira, janeiro 06, 2006

"Cavaco: Do chôro ao pagode"



"Cavaco Silva recusou hoje veementemente revelar as fontes de financiamento da sua candidatura à Presidência da República."

Humm... para tanto segredo será que foi o Banco Espírito Santo???

quarta-feira, janeiro 04, 2006

As Juventudes Partidárias





As Juventudes Partidárias, orgãos autónomos dos seus partidos de origem, têm como uma das suas funções principais aproximarem os jovens dos nossos dias da política e do movimento cívico, de modo a que a política esteja em permanente renovação de pessoas e de ideias. À primeira vista, é de facto positivo haver este tipo de organizações, não só porque aproximam as camadas mais jovens da população da vida política, como seriam uma lufada de ar fresco nos seus partidos de origem, critincando com irreverência as suas opções sempre que fosse necessário, característica própria da juventude.

No entanto, com o passar dos tempos, tem-se assistido à perversão dos "Jotas". Hoje em dia, são poucos aqueles que entram numa juventude partidária com o intuito de contribuir para uma causa comum, mas sim para contribuirem para a seu própia causa. Hoje em dia, sem sombra de dúivida, é-se Jota para se assegurar um futuro nalgum cargo de nomeação política, vulgo "job for the boy". Tenha-se ou não valor, tenha-se ou não um curso universitário, um bom curriculum laboral o que interessa é chegar a algum cargo de assessor, de confiança política na função pública através de algum conhecimento obtido atrás das máquinas partidárias. Hoje em dia o critério para se se aceder a cargos de nomeação política já não é o mérito mas sim o ser-se filiado nalgum partido ou nalguma Jota, o que é extremamente grave para o sistema político, mas também para a prória juventude.

Corre-se o sério risco de se tornar uma boa ideia, o de aproximar os jovens das questões cívicas e da política, numa grave perversão das juventudes, pois é natural que os jovens com real valor se afastassem deste tipo de organizações porque vêm que não é o mérito que impera na escolha das pessoas para alguns cargos importantes, mas sim o "amiguismo" e o "compadrio" político. O que fará, inevitavelmente, que só se aproximem das Jotas os meninos que querem "safar-se" á conta da política e não" safar" a própria política.

Por isso mesmo creio que era bom que se acabassem com as Jotas, pelo menos enquanto pairar a ideia que essas só servem para formar futuros e maus políticos profissionais.