segunda-feira, agosto 28, 2006

A informação em Portugal

Estava eu no Metro quando, ainda que não tenha sido intencionalmente, vejo nos plasmas informativos que as estações têm, uma notícia alusiva ao sorteio da Liga dos Campeões (que tem mais 2.ºs e 3.ºs classificados do que propriamente campeões, mas disso falarei noutra altura) e no qual foi entregue o prémio de melhor médio ao brasileiro (este tipo não é português. Foi-lhe atribuída a nacionalidade, mas ele nem o hino sabe, falar também não, e nem sotaque tem) e foi feita a apresentação da notícia da seguinte forma: "O luso-português Deco (...)".
Pergunta: luso-português? Será ele tão, tão, mas tão português que até tem a dupla nacionalidade... portuguesa? Ainda chamam a isto informação. Mais vale estarem quietos e passarem os clipes de música que farão melhor figura.

4 comentários:

RICARDO PITA disse...

A noticia pode ter sido divulgada de um forma errónea mas só escreves sobre isso como forma de exaltar o teu nacionalismo!!!!!

DJ disse...

Não é exaltação ao nacionalismo. Sejamos honestos e sinceros: acreditas mesmo que um tipo é português só porque alguém assina um papel, carimba-o e diz "agora és português"? Não te enganes, nem me tentes enganar a mim. Portugueses são aqueles que vivem o país, vivem a nação, são de cá, e o sangue que lhes corre nas veias é afonsino!
Já agora, para não me falares nos imigrantes ou nos jovens descendentes de imigrantes que nasceram em Portugal, sabias que do universo africano e descendente de africanos que reside em Portugal, só 4% se identifica com o nosso país, e todos os outros identificam-se com África? Pois é...
Por favor, não digam que isto é racismo, porque não é. Tenho o maior respeito pelos imigrantes brasileiros, africanos, russos, o que for. Mas não me peçam que os trate como se fossem de cá, porque não são, nem nunca serão como os de cá.

RICARDO PITA disse...

como é que podes dizer que os africanos se identificam com áfrica se muitos nunca lá foram.quanto a dizeres que não são portugueses acho isso um erro porque eu próprio "sou de cá" e tenho vergonha da merda de país em que vivo. sou daqueles que pensa que qualquer país da euopa é melhor que portugal.se, e quando tivesse oportunidade de adquirir outra nacionalidade, não hesitaria.independentemente da opinião que tenho de portugal penso que o critério de atribuição da nacionalidade deve ser jus soli e não um postura de"portugueses são os descendentes de afonso henriques henriques"

DJ disse...

"como é que podes dizer que os africanos se identificam com áfrica se muitos nunca lá foram" -> não sou eu que digo, foram eles que disseram.
Quanto ao resto, se tens vergonha de seres português, não és digno de o ser. Em vez de procurares fazer deste país, um melhor local para se viver, se puderes trocas Portugal por outro. Na saúde e na doença, Portugal SEMPRE!
Quanto ao critério, é uma opinião tua que respeito. Mas sou a favor do ius sanguini. O critério misto que temos actualmente, não me parece ser o adequado.